Endereço: CRS 505, Bloco A Entrada 11 Sala 105 - CEP: 70.350-510 - Asa Sul - Brasília/DF | Fone: (61) 3256-0803 | 3256-0802 | 9 9558-5735

VIOLÊNCIA DE GÊNERO, RACISMO E LGBTTFOBIA: #NÃOQUEROSERAPRÓXIMA

A Campanha 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma iniciativa anual para estabelecer um elo simbólico entre o enfrentamento da violência de gênero e do racismo com a defesa dos direitos humanos, enfatizando que essas violências constituem graves formas de violação de direito. Por essa razão, aqui no Brasil, o Dia 20 de Novembro (Dia da Consciência Negra) e o Dia 25 de novembro (Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres) marcam o início da Campanha e o Dia 10 de dezembro (Dia Internacional dos Direito Humanos), o seu encerramento.

O Instituto Patrícia Galvão convida a todas e todos para que se engajem nesta Campanha, que tem o objetivo de contribuir para alertar, denunciar e mobilizar sobre a urgência de medidas de prevenção, responsabilização e erradicação da violência contra as mulheres e do racismo e sobre a necessidade de avançar no desenvolvimento de políticas públicas de proteção aos direitos humanos.

Nestes 21 dias, o Instituto Patrícia Galvão divulgará por meio das redes sociais dados que dão uma dimensão da gravidade e da urgência de enfrentar a violência de gênero, o racismo estrutural, a LGBTTfobia e a violência institucional, denunciando as desigualdades e as violações de direitos, em especial neste momento de insegurança política em que se estimulam a violência e a intolerância com a diversidade, as questões de gênero, as ações afirmativas e o enfrentamento de todas as formas de discriminação e desigualdade.

Divulgue os dados e baixe as peças para compartilhar via Instagram e Twitter.

Compartilhe: #NãoQueroSerAPróxima

FONTE: Agência Patrícia Galvão

Projeto VEPOP-SUS distribui gratuitamente livros pelos correios

O Projeto de Pesquisa e Extensão VEPOP-SUS – Vivências de Extensão em Educação Popular e Saúde no SUS tem como missão apoiar a formação estudantil universitária no campo da Educação Popular, colaborando com a qualificação e o aprimoramento das ações e trabalhos de extensão universitária e também subsidiando práticas de cuidado integral e humanizado em saúde.
 
Para tanto, uma de suas principais ações consiste na distribuição gratuita de livros na área da Extensão Universitária e da Educação Popular em Saúde, através do envio via correios!
Assim, livros impressos com apoio de nossos Projeto chegarão em sua residência, com vistas a potencializar os espaços pedagógicos e as experiências extensionistas de formação profissional em saúde orientadas pela abordagem da Educação Popular.
 
Confira nosso formulário de distribuição, onde apresentamos os caminhos de solicitação e os livros disponíveis!
 
Lembramos que os livros são cedidos gratuitamente, mas solicitamos que as pessoas interessadas custeiem as despesas de envio via correios, conforme estabelecido no formulário. 
 
Para quem deseja fazer a retirada presencial dos livros, apenas na cidade de João Pessoa-PB, estamos aguardando sua visita, de segunda a sexta-feira, das 8h ás 12h, no Departamento de Promoção da Saúde, no Centro de Ciências Médicas (CCM) do Campus I da UFPB.
 

 

Livros atualmente disponíveis para distribuição: 
 
Educação Popular na Universidade – Volume 2
 
Educação Popular e Atenção à Saúde da Família
 
Espiritualidade no Trabalho em Saúde
 
Educação Popular e Nutrição Social
 
Caderno de Extensão Popular – textos de referência para a Extensão Universitária
 
Extensão, Saúde e Formação Médica
 
Extensão Popular, caminhos em construção
 
Extensão Popular, educação e pesquisa
 
Vivência em Comunidade, outra forma de ensino – 2ª edição
 
Educação Popular em Saúde: desafios atuais
 
Educação Popular no Sistema Único de Saúde
 
Caminhos de aprendizagem na Extensão Universitária
 
Vivências de Extensão em Educação Popular e Saúde no SUS – volume 1 
 
A Saúde nas Palavras e nos Gestos
 
Finalmente, lembramos a todas e a todos que os livros cuja publicação, editoração e/ou reimpressão tiveram apoio do VEPOP-SUS encotram-se disponíveis em versões digitalizadas – completas e acessíveis para download – no site: www.ccm.ufpb.br/vepopsus
O VEPOP-SUS constitui ação da Política Nacional de Educação Popular em Saúde no SUS (PNEPS-SUS) através de apoio da Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde (SGTES) do Ministério da Saúde e de equipe executiva na Universidade Federal da Paraíba. 
FONTE: Projeto de Pesquisa e Extensão VEPOP – SUS – Vivências de Extensão em Educação Popular no SUS

II Seminário de Rádios Comunitárias realizado pela Abraço Sergipe discutiu democratização dos meios de comunicação alternativo

A Associação Brasileira de Rádios Comunitárias de Sergipe (Abraço/Se) realizou nos dias 16 e 17 de novembro, na Cidade de Própria, o II Seminário Sergipano de Rádios Comunitárias.

O evento ocorreu nas dependências da Univeridade Tiradentes Campus Propriá e contou com a presença de representantes de Rádios Comunitárias de Sergipe, Algoas, Bahia, além de vários dirigentes da Abraço.

O seminário teve o objetivo de debater sobre a democratização dos meios de comunicação alternativo frente a grande mídia.

Outra tema debatido no encontro foi sobre a preservação do Rio São Francisco, na oportunidade foram discutido o papel que as emissoras de Rádio Comunitária pode ter no processo de conscientização da população sobre a defesa do Rio mais importante do Nordeste.

A presença feminina nos meios radiofônico foi outro importante eixo que debatido no encontro. Por fim, foi abordado questões específicas as rádios comunitárias como o uso das novas tecnologias de transmissão, as conquistas e avanços dos últimos vinte anos e sobre aspectos jurídicos relacionados a ortoga e renovação de funcionamento das rádios comunitárias.

O Seminário foi comandado pelo Presidente da Abraço Sergipe, Everaldo Carvalho e contou com a presença do Diretor Nacional de Comunicação da Abraço Brasil, Wagner Souto; Presidente da Abraço Brasil, Geremias Santos; do Vice-prefeito de Propriá, Hélio Gomes; da diretora da Unit Campus Propriá, Adelina de Brito; da Vereadora e radialista, Emilia Correia; do Secretário de Políticas Sindicais da FITERT, Fernando Cabral; Vereadora de Cedro de São João; Maria Zizi; Presidente da FALACOM, Paulo Bomfim; Professor da UEG e representante da Abraço Goiás, Mamede Leão; Superintendente da SEMARH, Aíton Rocha; Diretora de meio Ambiente da Abraço Sergipe, Mylena Rocha; além da participação de cerca de 100 representantes de várias rádios comunitárias de sergipe.

FONTE: ASCOM/MarAzul