Endereço: CRS 505, Bloco A Entrada 11 Sala 105 - CEP: 70.350-510 - Asa Sul - Brasília/DF | Fone: (61) 3256-0803 | 3256-0802 | 9 9558-5735

Quase 90% das escolas do DF necessitam de reformas

De acordo com relatório do TCU, os prédios necessitam de reparos ‘moderados ou grandes’; Educação contesta o documento

Um relatório do Tribunal de Contas apontou que quase 90% das escolas públicas do Distrito Federal necessitam de reparos ou reformas em suas estruturas. De acordo com o documento, seriam necessárias as intervenções classificadas como “moderada ou grande” em mais de 600 unidades da capital.

A vistoria foi feita em janeiro deste ano nos 677 prédios de escolas publicas da capital federal. Segundo o documento, houve uma piora na estrutura dos locais “em função da insuficiência dos serviços de manutenção ofertados pelo governo”.

No entanto, o documento do Tribunal de Contas não detalha o que seria uma reforma “Moderada” ou “Grande”. Porém, segundo a última auditoria feita em 2014, as escolas que entravam nestas classificações tinham “instalações físicas carentes de manutenção, em condições insatisfatórias para receber os alunos”.

relatório do Tribunal de Contas ainda não foi levado ao Plenário da Corte, e os resultados da vistoria estão nos questionamentos feitos pelo conselheiro Paiva Martins a Secretaria de Educação do Distrito federal (SEEDF). Em nota, a pasta do GDF alega que está prestando todos os esclarecimentos em relação ao relatório.

Ao Destak, a SEEDF informou que desde 2015, já realizou reformas em 585 escolas da rede pública de ensino. A pasta alega ainda que outras dez unidades escolares, que não estavam em funcionamento, foram inauguradas.

Sobre o montante gasto nos reparos das estruturas, a secretaria de Educação alega que mantém contratos com empresas terceirizadas e que investe 40,4 milhões por ano nessas reformas.

FONTE: Jornal Destak