Endereço: CRS 505, Bloco A Entrada 11 Sala 105 - CEP: 70.350-510 - Asa Sul - Brasília/DF | Fone: (61) 3256-0803 | 3256-0802 | 9 9558-5735

Radialistas e comunicadores discutem estratégias de atuação em rede para o desenvolvimento do Semiárido

ESTÚDIO-RÁDIO-FOTO-ILUSTRATIVA

Cerca de cem radialistas de seis Territórios do Plano Brasil sem Miséria (PBSM) do Semiárido brasileiro e de comunicadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) estarão reunidos nos próximos dias com o desafio de estabelecer estratégias de atuação em rede para o fortalecimento das ações de comunicação para o desenvolvimento local. Os encontros acontecerão em Crato (CE), Aracaju (SE) e Janaúba (MG), respectivamente, de 21 a 23 de novembro, em Crato (CE), onde participam profissionais de comunicação de emissoras de rádio localizadas nos territórios Inhamuns-Crateús (CE), Cariri (CE) e Alto Oeste Potiguar (RN). De 28 a 30 de novembro, em Aracaju (SE), com radialistas do Agreste Alagoano (AL) e Alto Sertão Sergipano (SE); e, de 5 a 7 de dezembro, em Janaúba (MG), com a participação de radialistas do território Serra-Geral (MG).

Além de atuarem em emissoras de rádio localizadas em municípios onde há agricultores de baixa renda atendidos pelo PBSM, em comum, a maior parte dos radialistas transmite o Prosa Rural – o programa de rádio da Embrapa. Para a gerente-geral da Embrapa Informação Tecnológica (Brasília/DF), Selma Beltrão, os encontros, além de buscarem a aproximação desses profissionais com a Embrapa, procuram mostrar o importante do papel do rádio para a promoção do desenvolvimento local e para a inclusão social e produtiva. “A Embrapa é uma importante instituição pública que gera conhecimento e soluções que visam melhorar as condições de vida no campo, porém, não temos como fazer isso sozinhos. Daí a contribuição desses profissionais que estão nas comunidades, geram conteúdos e recebem o retorno do agricultor”, complementa.

Os encontros de radialistas nos territórios integram um conjunto amplo de ações que a Embrapa está desenvolvendo junto ao PBSM, desde 2011, e que visam combater à miséria, promover a segurança alimentar e contribuir na geração de emprego e renda nos Territórios da Cidadania. A Embrapa atua com 12 projetos no eixo de inclusão produtiva e as ações se concentram em 14 Territórios da Cidadania no Semiárido brasileiro.

Na programação dos eventos, além de apresentações sobre a dinâmica de funcionamento do plano governamental nos Territórios da Cidadania, serão ministradas oficinas técnicas sobre locução, roteiro para o rádio, entrevistas e linguagem.

A Abraço (Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária) participará do encontro, representada pelo seu coordenador executivo, José Sóter. Ele afirma que existem no território de Cariri, Inhamuns e Crateús, 24 rádios comunitárias autorizadas em 22 municípios. “Espero encontrar representantes de todas as emissoras para falarmos sobre a importância delas para o desenvolvimento local e para a disseminação de novas tecnologias que ajudem a melhorar a produção e os serviços locais. Conseguindo montar um sistema de comunicação integrado entre as 24 rádios para a circulação de notícias e informações sobre o que acontece em cada cidade, a identidade cultural, o intercâmbio e a consciência da realidade regional serão fortalecidos, com certeza. Tudo pela democratização das comunicações no país” ressaltou José Sóter.

 

Informações: Embrapa Informação Tecnológica

Foto: Reprodução