Endereço: CRS 505, Bloco A Entrada 11 Sala 105 - CEP: 70.350-510 - Asa Sul - Brasília/DF | Fone: (61) 3256-0803 | 3256-0802 | 9 9964-8439

Rádio Comunitária Esplanada FM, de Brasília, disponibiliza programas para rádios comunitárias de todo o país.

brasilia na rede

A Rádio Comunitária Esplanada FM disponibiliza dois programas ao vivo para emissoras de todo o país que quiserem retransmiti-los.

Os programas:

Brasília na Rede, com musicas e notícias que vai ao ar de segunda a sexta das 11 às 12h;

Maionese Alternativa, com rock e outros gêneros independentes, que vai ao ar toda segunda feira às das 20h às 22h.

 

O BRASÍLIA NA REDE é apresentado por Afonso de Ligório e tem os seguintes quadros:

AÍ É QUE SÃO ELAS, que toda quinta entrevista uma mulher de destaque por sua liderança e tem por objetivo tratar sobre a participação politica da mulher e o seu empoderamento;

GIRO SINDICAL, também semanal, às terças, que trata das pautas dos trabalhadores e dos sindicatos com vistas a esclarecer sobre os direitos dos trabalhadores;

PÉROLAS DA REDE, às quartas, comentários inteligentes sobre o que rola nas redes sociais que mereçam destaque por várias características, desde o humor até uma gafe homérica;

PALCO E PLATÉIA, às sextas, onde o apresentador conversa com alguém da área dos espetáculos para falar de produções, politicas culturais, patrocínios, editais para a cultura, etc;

A parte musical é eclética com foco nos músicos brasilienses e nacionais.

 

maionese

O MAIONESE ALTERNATIVA – Viajando o mundo com a música é um programa sobre o bom rock alternativo nacional e internacional que recebe semanalmente bandas independentes de Brasília ou de passagem por Brasília. Apresentado pelo jornalista Bruno Caetano e a produtora Gabriella Silva, tem quadros bem divertidos como:

Cabeça-Dinossauro: O título do clássico álbum dos Titãs de 1986 nos serviu de inspiração para contarmos um pouco de curiosidades das mais clássicas e influentes bandas de rock de todos os tempos. Neste quadro, além de veicular os clássicos, contem informações sobre a música da banda e de onde encontrar o respectivo material. Pérolas antigas, mas que sempre renovam o nosso espírito. Este é o Cabeça-Dinossauro! Aquela maionese tradicional: a receita da vovó!

Mais do Mesmo: Como o próprio nome da obra da Legião Urbana já diz, este quadro tem a finalidade de mostrar como se faz uma boa versão de uma boa (ou não) música. Todos os gêneros estão sujeitos a entrar neste maravilhoso momento. Você verá que ás vezes não é a música que é ruim, o problema é como ela está sendo usada. Mas verá também que em muitas das vezes, tanto as versões novas  quanto às originais são  de  ótima qualidade.

Assim-Assado: A épica canção da banda Secos e Molhados, da o nome de um dos quadros mais alternativos do Maionese.  O assim-assado é dedicado às bandas de indie-rock que mais se destacam no mundo, porém sem sair do chamado Lado B. Um clima vanguardista e original na nossa maionese: receitas que são um sucesso, mas muita gente não conhece.

Independente Futebol Clube:  Nesse imenso Brasil, que não falta é novos ingredientes para realçar constantemente o sabor da nossa maionese.  O quadro com o nome do clássico rock nacional da banda Ultraje à Rigor, irá apresentar a nova safra de artistas nacionais que estão sobrevivendo na cena independente da nossa música. São aquelas receitas novas de maionese, que fogem do tradicional, podendo fazer  sucesso ou não na boca do povo!

Ovelha Negra: O rock in rool cantado e tocado da maneira mais doce, sem perder o espírito; ou a música brasileira interpretada com feminismo. Estamos falando do quadro Ovelha Negra, que divulgará as bandas formadas por mulheres. Um momento em que nossa maionese ganhará uma cor mais bonita, aguçando ainda mais o nosso apetite por música boa. Uma homenagem singela a nossa musa do Rock-Brasil, Rita Lee.

Prato do Dia: Esta não muito conhecida canção da banda mineira, Pato Fu, nos inspirou a servir sempre um atrativo diferente. As novidades alternativas no Brasil e no mundo estarão sempre presentes no quadro Prato do Dia. Você terá a oportunidade conferir sempre músicas de álbuns que estão saindo do forno. Então saboreie e decida se o nosso prato agrada ou não o seu paladar auditivo!

 

BRASÍLIA NA REDE

– DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 11:00 ÀS 12:00H

 

MAIONESE ALTERNATIVA

–ÀS SEGUNDAS FEIRAS, DAS 20:00 ÀS 22:00H

Direito de Resposta: Matéria sobre uso político das Rádios Comunitárias na revista “Isto é”

sóter isto é

Em virtude de ainda ser usada como argumentação contra a Agência Abraço e o Coordenador Executivo da Abraço Nacional, José Sóter, faz-se necessário trazer a público esclarecimentos sobre fatos ocorridos no ano de 2012, as saber:

A matéria do dia 21 de setembro de 2012, da revista “Isto É”, foi publicada com o seguinte título: O uso político das Rádios Comunitárias. A reportagem fazia uso de total desinformação, afirmando que 15 emissoras receberam R$ 21,3 milhões por meio de convênios firmados com a união através da Agência Abraço. Sem qualquer comprovação, a revista acusou o Coordenador Executivo da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço), José Sóter, de ser o principal operador do esquema. Mentira!  Para conferir que não houve irregularidade alguma, basta acessar o portal do Sincov (http://dados.gov.br), onde estão todas as informações sobre os convênios e o destino dos recursos.

O processo administrativo movido pelo procurador do Distrito Federal, Paulo Roberto Galvão, foi definitivamente arquivado no Fórum do Paranoá (DF), à época cidade sede da Agência Abraço em Brasília.

nada consta tjdf

Em relação ao Coordenador Executivo da Abraço Nacional, José Sóter, foi comprovada a sua Ficha Limpa, com o Nada Consta do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios – TJDFT (documento acima).

O veículo também publicou infamemente, a inverdade de que a Abraço ficou com 20 % de R$ 168 mil, valor da verba de um contrato com a EBC (Empresa Brasil de Comunicação). Mentira! O convênio realizado com a EBC teve todos os seus objetivos cumpridos. Os recursos financeiros foram executados e a EBC emitiu um Nada Consta em relação a este convênio, confirmando a sua plena regularidade.

nada consta EBC

A Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária lamenta que veículos como a revista “Istó É”, tenha em seu conteúdo, matérias desprovidas de credibilidade, a ponto de publicar tamanha injúria contra as emissoras que lutam pela democratização da comunicação, e seus agentes da liberdade de expressão, que sofreram acusações sem qualquer fundamento verídico. A revista não procurou os acusados para se defenderem na produção da matéria, e também, não concedeu o direito de resposta em suas páginas, exercendo dessa maneira, a pertinente e peculiar ação anti-democrática da imprensa golpista, o que vem causando problemas e prejuízos morais e financeiros aos atingidos pela repercussão de tal matéria. Pelo direito à informação, a Abraço torna público este texto e documento, sob o jargão dos 18 anos de luta das rádios comunitárias: Ousar, resistir e transmitir sempre!