Endereço: CRS 505, Bloco A Entrada 11 Sala 105 - CEP: 70.350-510 - Asa Sul - Brasília/DF | Fone: (61) 3256-0803 | 3256-0802 | 9 9558-5735

Peça aborda os modelos de família em Fortaleza

não tem dois pais img1As pesquisas foram iniciadas, em 2012, na busca de utilizar a palhaçaria como um instrumento artístico.

Primeiro foram muitos artigos, palestras e vivências no intuito de se apropriar do domínio da linguagem de palhaços. Depois, foram realizadas as práticas de rua junto com bonecos para colher reações, em especial das crianças que se deparavam com a situação e procuravam tentar ensinar os palhaços sobre a estrutura familiar.

A peça teatral “Não tem dois pais?” aborda, com a linguagem da palhaçaria, o tema da adoção homoparental em um espetáculo elaborado a partir de situações vividas nas atividades de rua do grupo Cia. Teatral Acontece. As apresentações da peça acontecem no Teatro Sesc Emiliano Queiroz (Rua Clarindo de Queiroz, 1740, no centro de Fortaleza) nos dias 27 e 30 de junho e 06, 07 e 11 de julho, sempre às 19 horas, pelo Concurso Cultura 2014 do MinC.

O espetáculo busca a reflexão sobre o tema de forma bem humorada, sem deixar de lado a comoção. Segundo o grupo, o tema foi escolhido por causa de uma  matéria jornalística. “Na época da pesquisa, vi uma reportagem sobre um casal homoafetivo e suas dificuldades para adotar uma criança, então escolhemos essa temática para discutir se existe ou não o modelo certo de família, por acreditar que através da máscara do palhaço, o performer, o intérprete, consegue abrir muito espaço para abordar assuntos sérios também”, explica Felício da Silva, que faz parte companhia junto com Neto Sier, Anderson Mendes e Almeida Júnior.

 

Informações: Ministério da Cultura

Foto: Reprodução